jusbrasil.com.br
7 de Dezembro de 2016
    Adicione tópicos

    TRF-5 - Apelação Civel : AC 211778 PE 2000.05.00.016494-1

    PREVIDENCIÁRIO. REVISÃO DE RMI. ERRO DE CÁLCULO DA CONTADORIA DO INSS. VALOR DA RMI CONCEDIDA EQUIVALENTE A 01 (UM) SALÁRIO MÍNIMO. VALOR DA RMI DEVE NOS TERMOS DO DECRETO Nº 83.080/79, CORRESPONDE A MAIS DE 08 (OITO) SALÁRIOS MÍNIMOS. IMPOSSIBILIDADE DE CORRIGIR OS SALÁRIOS DE CONTRIBUIÇÃO EM ORTN/OTN EM DISCREPÂNCIA COM A LEGISLAÇÃO VIGENTE. IMPOSSIBILIDADE DE VINCULAÇÃO DO BENEFÍCIO PREVIDENCIÁRIO AO SALÁRIO MÍNIMO, APÓS A IMPLANTAÇÃO DOS PLANOS DE CUSTEIO E BENEFÍCIOS, PREVISTOS NO ART. 58 DO ADCT. SENTENÇA REFORMADA.

    Processo
    AC 211778 PE 2000.05.00.016494-1
    Orgão Julgador
    Terceira Turma
    Publicação
    DJ DATA-15/06/2001 PÁGINA-1576
    Julgamento
    29 de Março de 2001
    Relator
    Desembargador Federal Francisco Cavalcanti

    Ementa

    PREVIDENCIÁRIO. REVISÃO DE RMI. ERRO DE CÁLCULO DA CONTADORIA DO INSS. VALOR DA RMI CONCEDIDA EQUIVALENTE A 01 (UM) SALÁRIO MÍNIMO. VALOR DA RMI DEVE NOS TERMOS DO DECRETO Nº 83.080/79, CORRESPONDE A MAIS DE 08 (OITO) SALÁRIOS MÍNIMOS. IMPOSSIBILIDADE DE CORRIGIR OS SALÁRIOS DE CONTRIBUIÇÃO EM ORTN/OTN EM DISCREPÂNCIA COM A LEGISLAÇÃO VIGENTE. IMPOSSIBILIDADE DE VINCULAÇÃO DO BENEFÍCIO PREVIDENCIÁRIO AO SALÁRIO MÍNIMO, APÓS A IMPLANTAÇÃO DOS PLANOS DE CUSTEIO E BENEFÍCIOS, PREVISTOS NO ART. 58 DO ADCT. SENTENÇA REFORMADA.

    1. APLICAM-SE OS CRITÉRIOS DO DECRETO Nº 83.080/79 PARA CONCESSÃO DOS BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS, SENDO INDEVIDA A CORREÇÃO DOS SALÁRIOS DE BENEFÍCIO PELA ORTN/OTN, DEVENDO-SE, NO ENTANTO, EFETUAR A REVISÃO DA RMI DO AUTOR QUANDO SE ENCONTRA VALORES MANIFESTAMENTE INFERIORES AOS QUE SERIAM DEVIDOS.

    2. A VINCULAÇÃO DOS BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS AO SALÁRIO MÍNIMO FOI REGRA CONSTITUCIONAL EXCEPCIONAL, PREVISTA EXPRESSAMENTE PELO ART. 58 DO ADCT, NÃO PODENDO SER UTILIZADA PARA VINCULAÇÃO FUTURA.

    3. CASO A VINCULAÇÃO DOS BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS AO SALÁRIO MÍNIMO FOSSE ADMITIDA COMO REGRA FUTURA, NA FORMA POSTA NA SENTENÇA RECORRIDA, COMPLETAMENTE DESNECESSÁRIA SE APRESENTARIA A CONDIÇÃO RESOLUTIVA IMPOSTA PELO TEXTO CONSTITUCIONAL QUE LIMITOU A VINCULAÇÃO DOS BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS À "IMPLANTAÇÃO DO PLANO DE CUSTEIO E BENEFÍCIOS PREVISTOS NO ARTIGO SEGUINTE". (ART. 58, CAPUT, TRECHO).

    4 APELAÇÃO PARCIALMENTE PROVIDA. SENTENÇA REFORMADA.

    Veja essa decisão na íntegra
    É gratuito. Basta se cadastrar.
    Disponível em: http://trf-5.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/134149/apelacao-civel-ac-211778-pe-20000500016494-1

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)