jusbrasil.com.br
25 de Maio de 2020
    Adicione tópicos

    Autogestão em Saúde realiza primeira reunião com rede de colaboradores

    A equipe de projeto da Autogestão em Saúde do Tribunal Regional Federal da 5ª Região - TRF5 realizou, na última sexta-feira (10), a primeira reunião por videoconferência com a rede de colaboradores do Programa nas Seccionais vinculadas. A rede de colaboradores representa o grupo de servidores e magistrados encarregados de divulgar o Programa da Autogestão nas suas respectivas Seções da 5ª Região. O objetivo foi compartilhar com representantes das Seções Judiciárias o andamento do projeto e as futuras ações para implantar o modelo. Com o propósito de oferecer uma opção mais vantajosa em comparação ao que existe no mercado de planos de saúde, a Autogestão buscará oferecer serviços em saúde com valores justos e atraentes para os magistrados e servidores ativos e inativos, pensionistas, dependentes (cônjuge e filhos) e agregados. Os atuais agregados dos planos contratados com o Tribunal terão migração garantida; já os novos deverão se adequar aos critérios a serem definidos em regulamento futuro. Segundo a juíza auxiliar da presidência, Joana Carolina Lins Pereira, o auxílio dos colaboradores do projeto nas Seções é fundamental para a conquista da confiança dos demais magistrados e servidores. Participaram da reunião no TRF5 como integrantes da equipe de projeto a juíza federal Germana de Oliveira Moraes e José Frederico de Andrade Aquino, representantes da Seção Judiciária do Ceará (SJCE); Jorge Luiz de Melo Torres, representante da Seção Judiciária de Alagoas (SJAL); Alessandra Regina Castro da Silva e Ricardo Augusto de Holanda Cavalcanti Junior, representantes da Seção Judiciária da Paraíba (SJPB); Anastácia Cristina Ferreira e Rosângela Andrade Aguiar, representantes da Seção Judiciária de Pernambuco (SJPE); Shirley Magnolia Baumgartner Câmara de Oliveira, representante da Seção Judiciária do Rio Grande do Norte (SJRN), além de Maria Odete dos Santos e Angeline Nardelli Fonseca, representantes da Seção Judiciária de Sergipe (SJSE).Também participaram do encontro o servidor Alexandre Farias, da Secretaria Administrativa; e os servidores recém-empossados cujas vagas foram providas para a autogestão: Caio Santana, atuando na área contábil; Mabel Queiroz, responsável pelo organograma e gestão de pessoal; além de Rebeca Kramer, designada para a área de comunicação e divulgação do Programa. Houve, ainda, a participação do subsecretário de Pessoal, Onaldo Mangueira, e da servidora Ana Cláudia Oliveira, representando a Secretaria de Tecnologia da Informação (STI).Próximos passos - O gerente do projeto, Magnus Medeiros, informou que a ideia é disponibilizar uma página virtual da Autogestão, além de realizar pesquisas para compreender as necessidades em saúde dos servidores. Também haverá a aplicação de uma enquete na própria página virtual para se redefinir o nome da autogestão do TRF5 e Seções, que nasceu intitulado como "TRFMED". "Queremos uma autogestão com a cara da Justiça Federal. Por isso, o nome deve refletir essa ideia", explicou Medeiros.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)